Prefeitura de Natal é a terceira do Brasil a extrapolar o teto estabelecido pela LRF (Foto: José Aldenir/Agora Imagens)

Capital do RN, administrada pelo prefeito Carlos Eduardo (PDT) está atrasando o pagamento de parte dos servidores em média, em dez dias.

A cidade de Natal é a terceira capital no Brasil a extrapolar a Lei de Responsabilidade Fiscal. Estudo feito com base no relatório de gestão fiscal do Tesouro Nacional, mostrou que, além de Natal, outras duas prefeituras (Macapá e Florianópolis) também ultrapassaram o limite que é estabelecido pela LRF, para pagar salários dos servidores.
As prefeituras só podem destinar, no máximo, 54% da receita ao pagamento do funcionalismo municipal. Trata-se de um limite para não comprometer a saúde financeira das cidades. O problema ameaça o caixa da maioria das capitais.
A capital do Rio Grande do Norte está atrasando o pagamento de parte dos servidores em média, em dez dias. O prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) teve que implementar um programa para limitar os gastos, cortando horas extras e gratificações. Confira lista abaixo:
Reprodução