Cratera se abre e interdita trecho de avenida que liga bairros de Natal a Parnamirim

Cratera se abriu na tarde desta quinta-feira na Avenida Olavo Montenegro — Foto: Francielly Medeiros/Inter TV Cabugi
Cratera se abriu na tarde desta quinta-feira na Avenida Olavo Montenegro — Foto: Francielly Medeiros/Inter TV CabugiDesvio foi criado para veículos — Foto: Francielly MedeirosBuraco que havia sido aberto na manhã desta quinta-feira — Foto: Redes sociais

Por g1 RN — Uma cratera de aproximadamente 15 metros de extensão se abriu na tarde desta quinta-feira (6) na Rodovia Estadual Olavo Montenegro, que liga bairros das cidades de Parnamirim e Natal. Com isso, parte da avenida foi interditada.

O trânsito no trecho ficou mais lento, e o Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE) criou um desvio. Assim, veículos têm usado um único lado da pista, que se tornou de mão dupla, com uma faixa em cada sentido.

A cratera se abriu pouco após a intervenção de operários, que trabalhavam para a recuperação de um buraco que abriu pela manhã e havia isolado uma faixa da rodovia.

📳Participe do canal do g1 RN no WhatsApp

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RN) acionou pela manhã uma equipe para consertar o buraco, e o trecho foi fechado pelo CPRE.

“Quando a gente fez esse desvio e começou a fazer essa escavação, aconteceu que abriu mais uma parte do buraco. E está nesse estado que a gente está vendo hoje”, explicou o engenheiro Fábio Costa, que trabalha na obra.

O engenheiro disse que a expectativa inicial, quando havia apenas o buraco menor, era de que o serviço fosse concluído nesta própria quinta. Após a queda de mais partes da pista, o engenheiro não determinou uma data para conclusão.

“A gente achou que iria tapar esse buraco hoje [quinta]. O buraco era bem menor. Quando a gente foi fazendo a escavação, foi vendo que a parte de dentro estava com mais fuga de material. A gente tem que cavar para ver até onde teve essa fuga de material, pra fazer a compactação e fazer o asfalto”, explicou.

A gente começou a analisar e acha que iniciou aqui nesse bueiro, que ele tem uma ligação daqui com o outro lado. Então talvez por uma obstrução aqui, a água começou a extravasar ali no poço de visita e correu pra cá, havendo essa erosão.

Na terça-feira passada, a rodovia alagou devido às chuvas na capital potiguar e ficou intransitável por pelo menos duas horas, segundo moradores.