Comissão de Mudanças Climáticas visitará Rio Grande do Sul

Bancada:
secretária Nacional de Mudança do Clima do Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA), Ana Toni;
deputado Nilton Tatto (PT-SP).
Waldemir Barreto/Agência Senado

Por Agência Senado — A Comissão Mista de Mudanças Climáticas (CMMC) fará diligência no Rio Grande do Sul para análise da situação das inundações. Em reunião nesta quarta-feira (15), foi aprovado em votação simbólica requerimento nesse sentido (REQ 1/2024 – CMMC), de autoria da presidente da comissão, deputada Socorro Neri (PP-AC).

A justificação do requerimento avalia que a tragédia no Rio Grande do Sul requer uma reação “de maneira proativa e solidária” do colegiado, e a diligência externa constituirá uma “oportunidade valiosa para entendermos de perto os impactos reais das mudanças climáticas em uma região específica”.

Audiências públicas

O impacto das mudanças do clima nas enchentes no Rio Grande do Sul também será discutido pela CMMC em audiência pública, em data a ser determinada. Também de Socorro Neri, o requerimento (REQ 2/2024 — CMMC) aprovado no colegiado convida para o evento, entre outros, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite; o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo; e representantes do Ministério da Integração e do Tribunal de Contas da União (TCU).

Por fim, a CMMC aprovou requerimento do deputado Nilto Tatto (PT-SP) para realização de audiência pública preparatória para a 29ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP29) (REQ 3/2024 — CMMC). A justificação define a COP como “maior evento global onde se debatem as mudanças climáticas, suas consequências e seus desafios” e lembrou que a conferência discutirá, entre outros temas, o financiamento do enfrentamento da mudança climática.