Jovem de 18 anos chegou negou envolvimento, mas depois confessou o crime — Foto: Arquivo

Por G1 — O homem suspeito de agredir e matar a filha de oito meses que foi preso no enterro da vítima, na tarde de segunda-feira (20), em Piedade (SP), confessou à polícia que jogou a bebê contra a parede.

Segundo a Polícia Civil, o casal e a criança teriam ido a uma festa na tarde de domingo (19) e o pai teria ingerido bebida alcoólica. Ao chegar em casa, o casal decidiu tomar banho e deixou a bebê no berço.

O homem, de 18 anos, informou à polícia que saiu do banheiro e encontrou a filha chorando. Irritado com o choro, ele bateu o corpo da criança contra a parede.

A mãe da criança, também de 18 anos, disse aos policiais que, depois do banho, ao pegar a criança no colo, sentiu-a com o corpo mole e percebeu que ela estava com sangramento nas partes íntimas.

A mãe informou que os fatos ocorreram por volta das 23h de domingo. Ela acionou a ambulância da Santa Casa de Piedade e informou que chegou ao hospital por volta das 2h22 de segunda-feira.

A vítima de oito meses chegou sem vida ao hospital, com hematomas pelo corpo, inchaço na cabeça e sangramento nas partes íntimas.

O pai da criança chegou a negar qualquer envolvimento com a morte da filha, mas depois confessou o crime.

Foi pedido um exame necroscópico/sexológico. A bebê foi enterrada na tarde de segunda-feira.