A final deste sábado (28) aconteceu no Stade de France, em Paris. — Foto: Javier Soriano/AFP

Por CNN — O Real Madrid conquistou o seu 14º título de Champions League neste sábado (28), ao bater o Liverpool por 1 a 0 no Stade de France, em Paris.

E o brasileiro Vinícius Júnior sacramentou a sua subida de status ao ser decisivo no jogo mais importante de clubes da temporada.

Na final da Liga dos Campeões da Europa, o atacante marcou o gol do título do Real Madrid, definindo a vitória por 1 a 0 sobre o Liverpool, na partida disputada na capital francesa.

A vitória assegurou o 14º título da Liga dos Campeões do Real Madrid, o maior vencedor do torneio, com as outras taças tendo sido conquistadas em 1956, 1957, 1958, 1959, 1960, 1966, 1998, 2000, 2002, 2014, 2016, 2017 e 2018.

Foi, aliás, em 2018, que Vinícius Júnior chegou ao Real Madrid, contratado junto ao Flamengo. Desde então, foi evoluindo, até se tornar titular absoluto sob o comando de Carlo Ancelotti e parceiro ideal do centroavante francês Karim Benzema, principal líder da equipe.

E “aprendeu” a fazer gols. Afinal, marcou 22 gols na temporada, após anotar 15 nas três anteriores. O último deles, neste sábado, sem dúvida o mais importante da sua carreira, por dar mais um título europeu ao Real Madrid, em uma final vista como tira-teima, pois os times haviam se enfrentado em outras duas decisões do torneio, com o time inglês sendo campeão em 1981 e levando o troco em 2018.

Na sua vitoriosa trajetória nesta edição da Liga dos Campeões, o time, após somar 15 pontos em 18 possíveis no seu grupo, precisou de viradas históricas para chegar até a final.

O Real Madrid eliminou, primeiro, o Paris Saint-Germain, depois passando por Chelsea e Manchester City em duelos definidos na prorrogação. Nesta temporada, o time também foi campeão espanhol e da Supercopa da Espanha, parando nas quartas de final da Copa do Rei.

Se Vinícius Júnior foi decisivo na final, o Real Madrid ainda teve outros heróis. Benzema, mesmo apagado na decisão, foi o artilheiro da Liga dos Campeões, com 15 gols marcados.

E Courtois teve atuação espetacular, com uma sequência impressionante de defesas difíceis para segurar o Liverpool, até então brilhante na competição.

Não à toa, foi eleito o melhor jogador da final. Além disso, Ancelotti se tornou o primeiro técnico a ganhar quatro vezes a Liga dos Campeões.

Na caminhada até a decisão, o time inglês teve campanha perfeita na fase de grupos, com 6 vitórias. Depois, no mata-mata, passou, em ordem, por Inter de Milão, Benfica e Villarreal.

No cenário local, foi campeão da Copa da Inglaterra e da Copa da Liga Inglesa nesta temporada, sendo vice no Campeonato Inglês. Mas acabou amargando a derrota em dia de Courtois e Vinícius Júnior decisivos.