Municípios potiguares passaram de dois para até dez canais disponíveis nas TVs. — Foto: Divulgação

Após três dias de estrada e 420 quilômetros rodados, o Ministério das Comunicações (MCom) fechou o primeiro ciclo de cidades do Rio Grande do Norte percorridas para a finalização da infraestrutura de transmissão da TV Digital. Cerca de 43 mil pessoas passaram a receber o novo sinal nos municípios de Barcelona, Baía Formosa, Santo Antônio e Bento Fernandes. Na última quarta (19/1), após virar a chave no último município do RN, a comitiva do Digitaliza na Estrada, projeto itinerante do MCom que atravessa o Nordeste ativando o sinal digital, seguiu agora para o Ceará.

“Até abril, viajaremos por 48 municípios levando a digitalização e mudando a realidade das famílias, que hoje, em suas casas, só contam com o sinal analógico”, adianta o ministro das Comunicações, Fábio Faria. Com a TV Digital, a população local ganha mais qualidade de som e imagem na programação e, principalmente, passa contar com maior diversidade de canais. Essa transição no padrão já é uma realidade para os moradores de Barcelona, Baía Formosa, Santo Antônio e Bento Fernandes, no Rio Grande do Norte. Outras ativações do sinal digital devem ocorrer no estado.

Em Barcelona, ponto de partida do Digitaliza na Estrada, a população passou a contar com nove canais digitais na segunda (17). Baía Formosa, que antes contava com dois canais de TV, passou a ter dez. Mesma transformação registrada em Santo Antônio e Bento Fernandes. Mais de 43 mil pessoas foram beneficiadas. No final de setembro de 2021, o MCom inaugurou as duas primeiras estações de televisão digital, instaladas nos municípios de Tenente Ananias e Touros (RN).

Municípios potiguares passaram de dois para até dez canais disponíveis nas TVs. — Foto: Divulgação

NA ESTRADA – Ainda na quarta (19) a equipe do MCom, da Secretaria de Radiodifusão (SERAD), arruma as malas e segue em direção à Itaiçaba e Fortim, no Ceará. São as duas últimas cidades do primeiro roteiro do Digitaliza na Estrada. Na quinta, acompanha a realidade das famílias cearenses beneficiadas e registra a substituição das estações analógicas hoje em operação. Todos os passos do Digitaliza na Estrada estão sendo registrados na página especial dedicada à ação, no portal do MCom. [https://bit.ly/3GLI8Ci]

Nas próximas cidades, quase 25 mil pessoas serão beneficiadas. Para cada uma delas já foram previamente autorizadas outorgas para os canais digitais. O segundo roteiro, programado para a próxima semana, começa em Altaneira (CE) e segue por 306 km em direção às cidades cearenses de Farias Brito, Granjeiro, Lavras da Mangabeira, Abaiara e Porteiras. Nesse ciclo, mais de 90 mil pessoas serão beneficiadas com a chegada da TV Digital. Outros oito roteiros estão agendados para acontecer até abril.

Municípios potiguares passaram de dois para até dez canais disponíveis nas TVs. — Foto: Divulgação

DIGITALIZA BRASIL – Em maio de 2021, o MCom lançou o programa Digitaliza Brasil com meta e prazo muito bem definidos: concluir, até o final deste ano, o processo de digitalização do sinal de TV em 1.638 cidades que contam apenas com o sinal analógico. “Todo o trabalho previsto no programa visa beneficiar 23 milhões de pessoas, fruto da sinergia entre o MCom e a Anatel”, destaca o diretor da Secretaria de Radiodifusão, William Zambelli.

A portaria que instituiu o programa também determinou que o processo de consignação e autorização e novos canais seja simplificado, para garantir que a população tenha acesso aos conteúdos assim que o sinal digital for ativado nas respectivas localidades.

Até o momento, foram publicados editais que contemplam 1.394 municípios de 15 estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Sergipe.

O último edital (fase 2) ainda está aberto até sexta (21), mas já alcançou resultados expressivos: das 344 cidades elegíveis para receber o sinal digital, 341 já solicitaram adesão. Nesta fase, terão a oportunidade de realizar a migração do padrão de TV dez cidades do Rio de Janeiro; 26 do Espírito Santo; 93 do Rio Grande do Sul; 97 do Paraná; e 118 de Santa Catarina. Serão 3,9 milhões de brasileiros beneficiados.