Gaúcha de 20 anos receberia R$ 3 mil para transportar droga de Florianópolis para a capital potiguar. — Foto: Divulgação/PF

Uma assistente comercial gaúcha, de 20 anos, foi presa em flagrante com 36,6 quilos de maconha ao desembarcar no Aeroporto de Natal na madrugada desta sexta-feira (15).

De acordo com a Polícia Federal, que efetuou a prisão, essa é a terceira maior apreensão de maconha feita no aeroporto, que foi inaugurado em 2014.

Durante uma fiscalização de rotina na área de desembarque doméstico, os policiais entrevistaram a mulher, que apresentou nervosismo ao responder as perguntas.

Os agentes desconfiaram da situação e em seguida averiguaram duas malas que ela transportava de Florianópolis com destino a Natal. As malas, que foram abertas na presença de testemunhas, continham 63 tabletes da droga.

A mulher recebeu voz de prisão e foi conduzida para autuação na sede da Polícia Federal. Ao ser interrogada, ela invocou o direito constitucional de permanecer calada.

Aos policiais, ela contou apenas que foi contratada por um desconhecido através de um aplicativo de mensagens e que ele ofereceu R$ 3 mil para que fizesse o transporte da droga até Natal, onde seria procurada ao desembarcar.

A mulher foi indiciada por tráfico interestadual de drogas e submetida a exame de corpo de delito no Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP). Ela se encontra sob custódia na sede da Polícia Federal à disposição da Justiça.

Maconha foi apreendida com mulher no Aeroporto de Natal — Foto: Divulgação/PF