Assim que emancipadas, elas contrataram o advogado da mãe, Nelson Willians. — Foto: Reprodução/Instagram

Por Atualiza Bahia — Filhas gêmeas do apresentador Gugu Liberato (1959-2019), as jovens Marina e Sofia, ambas de 17 anos, foram emancipadas pela mãe, a médica Rose Miriam di Matteo.

Com isso, em meio à briga pela herança de Gugu, as meninas serão consideradas como capazes de adotar decisões judiciais por si mesmas.

Assim que emancipadas, elas contrataram o advogado da mãe, Nelson Willians, e decidiram pedir uma auditoria independente nas contas do inventário do pai.

Segundo a coluna de Mônica Bergamo, da Folha, as filhas de Gugu estão insatisfeitas com a falta de informações sobre a administração dos bens do pai e de como o processo para divisão da herança está sendo conduzido.

Marina, Sofia e Rose, segundo a coluna, estiveram reunidas com o advogado na última sexta-feira (2). As gêmeas estariam dispostas a depor diretamente ao juiz e se mostram a favor de um acordo, além de reconhecem a união estável entre Gugu e a mãe, que virou motivo de briga na Justiça.

A herança de Gugu está avaliada em R$ 1 bilhão e o processo do inventário é atualmente conduzido pela irmã do apresentador, Aparecida Liberato, além dos advogados Dilermando Cigagna Júnior e Carlos Regina.

Marina e Sofia têm direito a 63% da herança. O apresentador deixou postos de gasolina, terrenos, estúdios de TV, prédios comerciais e muitos outros imóveis, além de uma quantia de R$ 193 milhões no banco.

Em tempo: Gugu Liberato morreu em 22 de novembro de 2019, aos 60 anos. O apresentador sofreu uma queda do telhado de sua casa em Orlando, Estados Unidos, e teve morte cerebral.

A médica Rose Miriam di Matteo, viúva de Gugu Liberato, as fichas gêmeas do casal, Marina e Sofia, e o advogado Nelson Willans, em São Paulo. — Foto: Divulgação