Polícia Civil apreendeu fuzil de fabricação argentina durante prisão de suspeitos de integrarem facção criminosa na Grande Natal. — Foto: Divulgação/PCRN

Dois homens suspeitos de integrarem uma facção criminosa foram presos nesta quinta-feira (29) com um fuzil argentino em Macaíba, na região metropolitana de Natal. De acordo com a Polícia Civil, os homens foram encontrados no bairro Vilar de Cima, após investigações apontarem que estava acontecendo uma movimentação de drogas e armas de fogo na região.

Ainda segundo a corporação, as equipes viram um homem que já havia sido preso no dia 6 de janeiro colocando um material suspeito dentro de um veículo de táxi que pertence a outro homem investigado.

Quando os suspeitos chegarem à BR-304, a polícia abordou o veículo e localizou fuzil calibre 7.62 de fabricação argentina, 17 munições calibre 7.62, dois carregadores para fuzil, R$267,00 em espécie e dois aparelhos celulares.

De acordo com comunicado da polícia, vídeos sobre a existência dessa arma de fogo já haviam circulado nas redes sociais no município e a utilização do armamento foi constatada durante confrontos contra outros criminosos e, também, com equipes policiais que atuam na região.

Os dois presos foram conduzidos à delegacia, sendo autuados em flagrante pelos crimes de integrar organização criminosa armada e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, com numeração suprimida. Em seguida, foram encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

De acordo com a Polícia Civil, as prisões ocorreram dentro da 17ª fase da Operação Parabellum. A ação foi coordenada e executada pela equipe da Delegacia de Macaíba, com apoio da Força Tarefa do Ministério da Justiça.

Segundo a polícia, o nome da operação remete ao provérbio latino “si vis pacem, parabellum”, que significa “se quer paz, prepare-se para a guerra”, em razão das ações policiais de combate às facções criminosas que têm atuado na cidade.

Por G1 RN