Disputa do confronto entre o campeão Brasileiro e o da Copa do Brasil está confirmado na capital do País. — Foto: © Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Na quinta-feira, a Justiça do Distrito Federal determinou um novo lockdown na região, como medida de contenção da Covid, o que impediria a realização de atividades não-essenciais, incluindo jogos de futebol. Com isso, a realização da Supercopa do Brasil, em Brasília, entre Flamengo e Palmeiras, ficou ameaçada.

Porém, já nesta sexta-feira, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu a medida, alegando, entre outras considerações, que tal decisão não cabe ao Poder Judiciário, e sim ao Executivo. Assim, a disputa do confronto entre o campeão brasileiro e o da Copa do Brasil está confirmado na capital do país.

“O Distrito Federal tomou decisão político-administrativa conciliatória dos relevantes interesses em conflito, com suporte em estudos técnico-científicos, sem descurar dos cuidados com a saúde pública e a importante preocupação com proteção da população contra a doença, mas também sem deixar de ter responsabilidade com relação ao regular funcionamento da economia na medida do possível, que, ao final, também diz respeito ao bem-estar dos cidadãos, o que ratifica a legitimidade de sua postura administrativa”, afirmou o presidente do STJ, Humberto Martins.

Vale lembrar que o estádio Mané Garrincha, em Brasília, também vai receber as partidas entre Santos e San Lorenzo, pela pré-Libertadores, e Palmeiras e Defensa y Justicia, pela Recopa Sul-Americana.

Da Gazeta Esportiva