Dona Ana Maria chegou a tomar a primeira dose da vacina contra o coronavírus dias antes de ser infectada — Foto: © Reprodução

Por Quem — Morreu neste sábado (27) a mãe do Padre Fábio de Melo. O religioso lamentou a perda com publicação em seu Instagram, em que mostra dona Ana Maria em vários momentos, em vídeo de um show antigo que ele fez. Ela estava intubada na UTI com Covid-19 desde o dia 15 de março, e não resistiu às complicações.

“Minha mãe partiu hoje. Logo cedo, como quem tem pressa de viver a eternidade. A mim resta a dor térrea, o ferimento que rasga o corpo e a alma. Ela me deu a vida num Sábado de Ramos, como hoje. Nossa simbiose reuniu as regras do nascer e do morrer.”, começou ele.

Na sequência, ele agradeceu pelo tempo com Ana Maria. “Obrigado, minha dona Ana! Só Deus e nós sabemos o quanto fomos um do outro. Uma pertença que me fez sofrer, sorrir, amar, aprender, conjugar todos os verbos que tornaram válida a aventura de nossa existência. Seguirei hospedando sua memória, levando tudo o que couber dentro de mim.
Um dia, quando eu estava em Fátima, Portugal, eu liguei para a senhora e disse: ‘mãe, eu estou em Fátima!’. A senhora imediatamente me disse: ‘Então, quando você estiver diante de Nossa Senhora, diga que eu mandei um beijo pra ela. Fala que é a Ana Maria, ela sabe quem é’. Sim, minha mãe, meu pedaço de mim. Na eternidade, onde a pureza e a bondade prevalecem, todos sabem quem a senhora é.”, disse.

O religioso ainda afirmou que tinha medo pelo dia da perda de sua mãe. “Leve de mim tudo o que quiser, tudo o que puder. O dia mais temido chegou. O dia de continuar neste mundo tão empobrecido, sem o precioso simbólico da filiação, sabendo que você não estará mais por aqui. Guarde meu coração com o seu. Até o dia que Deus voltar a me permitir deitar a cabeça no seu colo, enquanto você faz carinho nos meus cabelos, me chamando de Fabinho. Obrigado a todos vocês que rezaram, obrigado pelo amor com que vocês sempre nos trataram”, concluiu.

Padre Fabio de Melo lamenta a morte da mãe, Ana Maria (Foto: Reprodução / Instagram)

Primeira dose da vacina e infecção

Dona Ana chegou tomar a primeira dose da vacina no dia 4 de março, mas segundo relato do Padre Fábio, ela foi contaminada dias antes. “Nem imaginávamos que já era tarde. Quatro dias antes de ser vacinada, minha mãe precisou ser hospitalizada. Minha sobrinha, Cristiane Castro, a acompanhou. Ficaram um pouco mais de 24 horas no hospital. Dois dias depois do dia da vacina, a Cris começou ter sintomas. Fez o teste e deu positivo. Testamos minha mãe, mas deu negativo. Retiramos ela da casa, isolamos, tomamos todas as providências. Mas anteontem, minha mãe começou a ter um pigarro. Por precaução fizemos o teste e recebemos a pior notícia. Ela está com Covid. Hoje, logo cedo, precisou ser hospitalizada”, contou ele.

Fábio ainda fez um apelo para as autoridades, na ocasião. “Mobilizem-se para que a vacina não chegue tarde demais, como tem sido para muitos.”, completou.

Dona Ana Maria tinha recebido a primeira dose da vacina contra a Covid-19 (Foto: Reprodução / Instagram)