Bolsonaro disse que "tem idiota" que pede ao governo compra de vacina e alegou que a oferta está baixa no mundo inteiro — Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

Por Metrópoles — Em conversa com apoiadores em Uberlândia nesta quinta-feira (4/3), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez críticas a comentários sobre a compra de vacinas contra Covid-19 pelo governo federal. Ele alegou que a oferta está baixa no mundo inteiro.

“Tem idiota que a gente vê nas redes sociais, na imprensa, dizendo: ‘vai comprar vacina’. Só se for na casa da tua mãe. Não tem para vender no mundo.”

Após a explosão de novos casos de Covid-19 com internações e colapso de sistemas de saúde em todo o país, o governo tem sido pressionado para ampliar a oferta de imunizantes.

O presidente também afirmou que o governo fez sua parte e editou medidas provisórias para destinar R$ 20 bilhões para compra de vacinas. Neste mês, ele garantiu que 22 milhões de doses devem ser entregues à população.

Compra de vacinas

O Ministério da Saúde decidiu, na quarta-feira (3/3), fechar a compra de doses dos imunizantes da Pfizer e da Janssen, depois de meses rejeitando propostas das duas empresas.

O governo federal pretende adquirir 100 milhões de doses da fórmula do laboratório Pfizer e outras 38 milhões de unidades da vacina da Janssen. Os imunizantes devem ser entregues até dezembro de 2021.

A intenção de compra foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), na quarta-feira (3/3).