O funkeiro marcou, para esta segunda-feira (22/2), o processo de remoção — Foto: Divulgação

Por Metrópoles — MC Maylon fará, nesta segunda-feira (22/2), o procedimento para remoção da tatuagem que fez no braço em homenagem a Anderson, vocalista da banda Molejo. O funkeiro acusa o ex-padrinho de estupro.

MC Maylon revelou que, atualmente, sente muita dor ao olhar o rosto do ex-padrinho gravado em seu braço.

“Fiz a tatuagem no fim de agosto, depois de um aniversário dele. Todas as vezes em que cantava nas festas do Anderson, ele ficava muito alegre, me incentivava. Nós dois juntos éramos um furacão. Era laço de pai e filha. Até que aconteceu tudo isso. Senti dor pela tatuagem, dor pelo estupro e agora vou sentir dor mais uma vez para remover o desenho. Me faz mal vê-lo em meu braço. É horrível saber que ele me fez tão mal. Só eu sei a dor que estou sentindo”, disse o cantor ao programa Em Revista, da Rede Brasil.

Maylon negou que ter tido qualquer relação amorosa com Anderson e, apesar dos traumas, pretende seguir em frente.

“Eu pretendo seguir em frente com minha carreira, minha vida. Estão achando que estou gostando de dar entrevistas, mas não estou. Está chato. É minha intimidade sendo exposta. Foi um ato horrível que aconteceu e toda hora tenho que lembrar. Só eu sei a dor e tudo que sofri. Fiz uma tatuagem com o rosto de um cara que eu não pensava que um dia faria isso comigo. Ainda mais por ele ter certa idade. Me perguntei por que comigo. Mas isso vai passar. Repito para mim toda hora”, desabafou.