Além do mesário preso na confusão, uma pessoa também foi detida por boca de urna em Taboão da Serra — Foto: RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES

Por Metrópoles — Uma discussão entre mesários em um colégio na Mooca (SP) acabou com a destruição de uma urna eletrônica e uma pessoa foi presa por conta da confusão.

A informação foi divulgada pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo, desembargador Waldir Sebastião de Nuevo Campos Júnior.

Além do mesário preso na confusão, uma pessoa também foi detida por boca de urna em Taboão da Serra, na Grande São Paulo.

Mesmo com os incidentes, o desembargador afirmou que o segundo turno das eleições neste domingo (29/11) foram “tranquilas, apesar de realizadas numa pandemia”.