Caso foi registrado no plantão da Delegacia Sede de Praia Grande, SP — Foto: Rafaella Mendes/G1

Por G1 Santos — Um comerciante de 37 anos foi preso em flagrante após esfaquear a própria esposa na cabeça em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Após o crime, o suspeito ainda tentou fugir, mas foi perseguido e acabou detido por equipes da Guarda Civil Municipal. A vítima foi socorrida ainda com a faca de cozinha cravada no couro cabeludo, mas já recebeu alta médica.

Conforme divulgado pela Polícia Civil nesta segunda-feira (21), guardas municipais faziam patrulhamento pela Avenida Wilson de Oliveira, no bairro Jardim Melvi, quando flagraram dois homens e uma mulher parados próximos a um carro.

A equipe percebeu que a mulher estava assustada e decidiu abordar o trio. Nesse momento, um dos homens entrou no veículo e fugiu do local. Os guardas foram recebidos pela mulher, uma comerciante de 35 anos, que tinha uma lâmina de faca enfiada na cabeça, e seu irmão.

Os agentes da GCM prontamente acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que socorreu a mulher e a encaminhou ao Pronto-Socorro do Hospital Irmã Dulce. Lá, ela relatou à equipe que foi agredida pelo marido após uma discussão entre o casal.

A vítima contou aos guardas que pediu para que o marido parasse de consumir bebidas alcoólicas. Irritado, o comerciante socou a esposa no rosto. O irmão da vítima tentou intervir, mas a mulher foi novamente agredida pelo marido.

Ela afirmou que, inicialmente, pensou ter sido atingida por um soco na cabeça. No entanto, após perceber sangue escorrendo pelo rosto, notou que tinha sido atingida por uma faca. O suspeito, quando viu que seria abordado pela GCM, entrou no carro e fugiu por aproximadamente dois quilômetros, até ser capturado pela corporação.

À equipe, ele relatou apenas que havia consumido bebidas alcoólicas e que tinha se alterado. O comerciante foi preso em flagrante e levado à Delegacia Sede de Praia Grande, onde o caso foi registrado como violência doméstica e tentativa de homicídio qualificada por feminicídio e motivo fútil.

A vítima foi socorrida e medicada, recebendo alta médica em seguida. A lâmina da faca foi entregue à Guarda Civil Municipal, que a apresentou à Polícia Civil. O caso será encaminhado ao 2º Distrito de Polícia de Praia Grande, onde será investigado.