Em live, o presidente disse que o sindicato dos professores, que defende as aulas remotas, é “um pessoal de esquerda radical” — Foto: AFP

Por O Antagonista — Jair Bolsonaro voltou a criticar o fechamento das escolas durante a pandemia.

Em live, o presidente disse que o sindicato dos professores, que defende as aulas remotas, é “um pessoal de esquerda radical”.

“É inadmissível, perdemos o ano letivo. Por outro lado, fica vendo sindicato dos professores –esse pessoal deve saber como é a ideologia de quase todos os sindicatos do Brasil. É um pessoal de esquerda radical. Para eles, está muito bom ficar em casa por dois motivos. Primeiro que, para eles, não trabalham, ficam em casa. E outra: colaboram para que a garotada não aprenda mais coisas, não volte a aprender e se instruir.”