Sindicato dos Aletas pensa em ir à Justiça pedir a paralisação da competição se a CBF não adequar seus protocolos — Foto: André Borges/Getty Images

Por Tay Cristófani, OneFootball — Casos de Covid-19 no Goiás e no Atlético-GO ligaram o alerta no início do Brasileirão. E agora o Sindicato dos Aletas de São Paulo pensa em ir à Justiça pedir a paralisação da competição se a CBF não adequar seus protocolos.

Um ofício assinado pelo sindicato foi enviado à CBF reivindicando alterações para garantir a segurança dos atletas e demais envolvidos nas partidas – mais especificamente cita duas alternativas:

Usar o exemplo da Alemanha, que isolou as delegações por até sete dias antes das partidas, para que os exames fossem realizados e os resultados devidamente comunicados.

Usar o exemplo da NBA, que criou uma espécie de “bolha de isolamento” na cidade de Orlando, nos Estados Unidos, que tem entrada e saída completamente restritas.

Ou seja, o pedido do sindicato é para que os clubes e suas delegações fiquem isolados da sociedade durante a disputa do Brasileirão – com o calendário compactado, muitos jogos serão disputados em curto espaço de tempo.

Caso o pedido não seja aceito pela CBF, em nota oficial no site do sindicato, há a possibilidade de que a entidade acione a Justiça para paralisar o campeonato – em nome da segurança dos atletas e funcionários.