A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte foi representada pelo deputado Gustavo Carvalho — Foto: Assessoria

A União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) reuniu, por videoconferência nesta segunda-feira (1º), seu colegiado de presidentes para debater as ações de cada instituição no combate ao coronavírus e falar sobre o retorno planejado às atividades nos estados da federação. O encontro contou com a participação da presidente da entidade, a deputada estadual pela Bahia, Ivana Bastos (PSD-BA), e o presidente do colegiado de líderes, deputado Lissauer Vieira (PSB-GO).

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte foi representada pelo deputado Gustavo Carvalho (PSDB), atendendo solicitação do presidente da Casa, Ezequiel Ferreira (PSDB). “Foi uma oportunidade para trocarmos experiências e informações sobre o combate à Covid-19. Conhecemos as ações que estão sendo realizadas em todo o País e também apresentamos algumas das medidas adotadas por nossa casa no RN, para contribuir no esforço conjunto em busca de derrotarmos esse vírus”, disse Gustavo Carvalho.

O presidente do colegiado e presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, deputado Lissauer Vieira (PSB-GO), sugeriu que o grupo compartilhasse as expectativas de retorno às atividades em cada Casa.

O parlamentar destacou no encontro que a Assembleia potiguar destinou R$ 2 milhões para equipar o setor de UTI do Hospital da PM e permitir aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os profissionais de saúde que estão na linha de frente para deter a Covid-19.

O Legislativo potiguar também assinou convênio para viabilizar aulas para mais de 1 milhão de estudantes da rede pública de ensino – que teve as suas atividades paralisadas com o avanço da pandemia – através do sinal da TV Assembleia.

A Assembleia criou ainda uma Comissão de Acompanhamento e Fiscalização das Ações Governamentais para enfrentamento e combate à Covid-19, que tem permitido o livre debate em torno do assunto e buscado contribuir com propostas no combate à doença.

Também coube ao Legislativo potiguar aprovar mais de 100 decretos de calamidade pública apresentados por municípios potiguares, além do que foi apresentado pelo Governo do Estado.