"Sobrevivi. Estou pronto para viver mais", teria brincado Bill Lapschies após se recuperar da doença. — Foto: Reprodução de vídeo/Koin

Um idoso de 104 anos é a pessoa mais velha a se curar do novo coronavírus, a Covid-19, no mundo. O norte-americano Willian “Bill” Lapschies é veterano da Segunda Guerra Mundial e sobreviveu à pandemia de gripe espanhola, pandemia que matou milhões de pessoas no planeta em 1918. As informações são do jornal Correio 24 horas.

Após ter sentido sintomas da doença no início de março, Bill realizou o exame e testou positivo, sendo colocado em isolamento e tratado por uma equipe da casa onde reside, um espaço dedicado a veteranos de guerra, em Oregon, nos Estados Unidos. Entre os demais moradores do local, 15 confirmaram a doença e dois chegaram a morrer em decorrência dela, segundo o jornal.

Bill, no entanto, teve uma recuperação positiva e se curou dias antes de completar 104 anos de idade, tornando-se a pessoas mais velha do mundo a conseguir se curar da patologia. O veterano ainda ganhou uma visita surpresa de familiares. Levado até a porta da casa, ele viu a sua família reunida, mesmo que distante dele — seguindo protocolo de isolamento social —, e trocou acenos com eles. “Sobrevivi. Estou pronto para viver mais”, teria brincado.