Provas do processo de União Estável iniciado semana passada vazaram — Foto: Reprodução de internet

Por Fábia Oliveira, O Dia — Embora esteja perdendo no processo do inventário de Gugu Liberato para que o testamento deixado pelo apresentador seja invalidado e tenha seu nome reconhecido como herdeira, Rose Miriam acaba de entrar com um novo processo para provar a união estável que tinha com o comunicador.

A ação, que teve início na semana passada, já tramita com dezenas de provas anexadas na inicial do processo. Entre elas, consta a principal: uma correspondência que mostra que Rose e Gugu mantinham uma conta conjunta no Bank Of America, nos Estados Unidos. Pra quem não sabe, conta conjunta é um dos principais indícios que levam a Justiça a reconhecer a união estável de um casal que tenta provar o relacionamento.

Além da conta, consta também uma carta de Gugu para Rose: “Querida Rose, gostei muito de te ver e fico feliz em ver que você se realiza como médica, o que me deixa muito orgulhoso. Estou lendo o livro que você me deu, aos poucos, porque este final de ano está sendo bravo! Quero desejar um feliz Natal com saúde e muita paz. Vamos nos ver mais em 2001! Beijão, Gugu”, escreveu o apresentador na carta enviada à médica em dezembro de 2000, antes mesmo do nascimento de João Augusto Liberato, o primogênito de Gugu, hoje com 18 anos.

Rose e Gugu tinham conta conjunta em banco nos Estados Unidos – Divulgação

Rose alega ter entrado com a ação para ser reconhecida como viúva de Gugu e ter direito a 50% da herança, pelo fato de estar passando por uma situação financeira difícil. “Tive de pedir dinheiro emprestado a uma amiga para fazer compras de mercado”, conta, em entrevista exclusiva à Veja, a mãe dos três filhos do apresentador.

Provas do processo de Rose Miriam – Reprodução