Dados da Operação Carnaval foram divulgados nesta quinta (27) pelo Governo do Estado. — Foto: Elisa Elsie

Por G1 RN — A Secretaria Estadual de Segurança do Rio Grande do Norte registrou 16 assassinatos durante o Carnaval de 2020 no Estado. O número representa uma redução de 38,5% em relação a 2019, quando ocorreram 26 crimes letais intencionais, como os casos são classificados pelas autoridades.

De acordo com a pasta, este foi o carnaval mais tranquilo dos últimos 12 anos. Os dados da operação conjunta entre vários órgãos de segurança foram divulgados na manhã desta quinta-feira (27) em Natal.

Ainda de acordo com o levantamento, foram investidos R$ 3 milhões em diárias operacionais de policiais, bombeiros e outros servidores da segurança. Mais de 10 mil agentes trabalharam na operação, de acordo com a SESED.

O estado ainda registrou 75 roubos de carros, contra 81 no ano anterior – uma redução de 7,5%. Todos os dados são de casos registrados entre a noite de sexta-feira (21) e o meio-dia de quarta-feira (26).

A Polícia Militar registrou 31 armas apreendidas e conduziu 77 pessoas às delegacia. Pelo menos 33 carros foram recuperados e 5kg de drogas como maconha e cocaína foram apreendidos.

Nas rodovias estaduais, o Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE) abordou 6 mil veículos, prendeu 5 pessoas e revistou 1.784 motoristas e passageiros. Duas mortes foram registradas em acidentes durante os dias de carnaval. Em 2019, foram três.

A Operação Lei Seca abordou 927 veículos e registrou 56 infrações por alcoolemia e outras 68 por outros motivos.

Policia Civil

Em Natal e região metropolitana, a Polícia Civil registrou 59 prisões em flagrante e 268 boletins de ocorrência. Outros 16 termos circunstanciados foram registrados e cinco adolescentes infratores, detidos.

Os plantões das Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher (Deam) registraram 13 prisões em flagrante e 27 medidas protetivas.

No interior do estado, a Polícia Civil registrou 84 crimes menos graves, como ameaças, embriaguez. Houve ainda 12 ocorrências com adolescentes e 72 prisões em flagrante. Ao todo, foram registrados 489 boletins ocorrência.

Bombeiros

De acordo com o Corpo de Bombeiros, 229 atendimentos ao público foram realizados em Natal e Caicó, na região Seridó, com médicos, enfermeiros, socorristas. As equipes também fiscalizaram estruturas de eventos e trios elétricos em mais de 40 municípios, além de realizar 146 análises e vistorias e 5 interdições por causa de normas de incêndio.

Ainda foram registrados 7 salvamentos de banhistas que estavam se afogamento. Mais de 2.023 orientações de prevenção foram realizadas pelo grupo de salvamento. Também foram feitas 839 advertências, quando uma pessoa estava na iminência de entrar local propício a afogamento, por exemplo.

ITEP

O Instituto Técnico-Científico de Perícias (Itep) informou que registrou 7 mortes em acidentes de trânsitos, em rodovias municipais, estaduais e federais. Foi uma a menos na comparação com o ano passado.

Durante o carnaval, os peritos realizaram 149 exames de lesão corporal. Na noite de sábado, houve um caso de homofobia, em que foi realizado exame corporal na vítima e foi comprovada a materialidade do delito.

Administração penitenciária

Por fim, a Secretaria de Administração Penitenciária realizou duas operações durante o carnaval. A Operação Tolerância zero fiscalizou os presos do semiaberto violando áreas e locais de recolhimento, quando foram constatadas 7 irregularidades. Todos os envolvidos foram recapturados. Um foragido também foi detido.

Já a Operação Saturação revistou todos os dias as penitenciárias pra evitar tensão e motim no sistema prisional. Quase 7 mil presos revistados.