Explosão de caminhão de gás provocou um enorme incêndio que causou queimaduras graves e deixou mais de 50 feridos — Foto: Paolo Aguilar/EFE

Aumentou para 14 o número de pessoas mortas devido à explosão de um caminhão que transportava gás na quinta-feira (23) no distrito de Villa El Salvador, que deixou também dezenas de feridos e várias lojas destruídas, informou neste sábado o Ministério da Saúde do Peru.

Embora apenas uma morte tenha ocorrido no local do acidente, as outras pessoas morreram em vários hospitais da capital peruana devido a queimaduras graves causadas pelo enorme incêndio, que inicialmente feriu mais de 50 pessoas.

Crianças tiveram queimaduras em 96% dos corpos

Entre as mortes estão dois menores de idade incluindo um menino de três e uma menina de quatro anos, que tiveram queimaduras em 96% dos corpos e morreram de parada cardiorrespiratória.

Também morreram recentemente três mulheres, identificadas como Isabel Marín, de 22 anos, que estava grávida; Rosalía Espíritu, de 52; e Janet Segovia, 39, assim como José Manuel Rodríguez, um venezuelano de 40 anos.

Entre as 14 pessoas que morreram até agora, há um total de cinco menores, seis mulheres e três homens, cujas idades variam de 18 a 61 anos.

Cerca de 40 feridos estão internados em vários hospitais de Lima, incluindo quatro crianças em estado grave no Instituto Nacional de Saúde da Criança.

“Temos quatro pacientes com queimaduras em 80% a 99% dos corpos. A condição é muito crítica, mas os nossos especialistas estão empenhados em ajudar estas crianças. Sabemos que a tarefa é difícil, mas não estamos perdendo a fé”, disse Daniel Koc Gonzales, pediatra-chefe do centro médico.

*Com informações do R7