Os investimentos somam R$ 239 mil — Foto: Assecom Governo Cidadão

Ter água doce em casa era o sonho de 21 famílias das comunidades de Cotovelo e Extrema, em São Tomé. Agora esse sonho se tornou realidade. Com o investimento do Governo do Estado, através de recursos do Banco Mundial, foi possível a construção de 3,4 km de rede de distribuição, responsável por levar água de qualidade da adutora Monsenhor Expedito para a casa de cada um.

Há anos dependendo do abastecimento por meio de carros-pipa e, em períodos críticos de estiagem prolongada, tendo que recorrer às cacimbas no leito do rio Potengi, agora eles têm água na porta, que chega por meio dos ramais instalados em cada residência. Em contrapartida ambiental ao investimento recebido, os moradores implantaram uma área com vegetação nativa e frutíferas, com o compromisso de conservá-la, fortalecendo e reproduzindo ações de preservação do meio ambiente.

“É mais saúde e qualidade de vida para nós”, diz o presidente da associação comunitária, Geovani Ferreira. Os investimentos somam R$ 239 mil.