Sargento José Edivaldo Nascimento morreu após ser baleado em um assalto em Natal — Foto: Divulgação/PM

Por G1 RN — Um homem de 24 anos condenado pela morte de um policial militar em 2018 foi preso na manhã desta quarta-feira (27) no Paço da Pátria, na Zona Leste de Natal. Agentes da Divisão Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriram um mandado de prisão preventiva que estava aberto contra ele. O crime ocorreu em abril de 2018.

Segundo a Polícia Civil, o homem já havia sido preso pelo crime de tráfico de drogas em março. Desde então, ele passou a responder por dois processos: um referente ao latrocínio que vitimou o sargento José Edivaldo do Nascimento e outro por tráfico de drogas.

Porém, como foi considerado que o homem portava drogas para consumo pessoal, ele foi solto pela Justiça em setembro deste ano, apesar de haver um pedido de prisão preventiva por parte da Polícia Civil, em relação à morte do PM.

Em setembro, o homem foi condenado pela Justiça, em primeira instância, a uma pena de 17 anos e seis meses de reclusão. Com a condenação, a prisão preventiva dele foi decretada, mas ele seguia foragido. Agora, o preso foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Apreensão

Ainda segundo da Polícia Civil, durante as diligências também foram encontradas, em outro imóvel, duas mesas de som, com valor aproximado de R$ 2.500, além de diversos produtos para cães, como coleiras, guias, rações e bolsa para transporte, que seriam materiais roubados. A proprietária de um petshop que foi vítima de furto foi identificada e o responsável pelo imóvel, no qual o material foi encontrado, foi atuado em flagrante por receptação dolosa.