Número de passeios sofreu redução — Foto: Reprodução

Por Folha de SP — Desde que foi implantado em 1998, o passeio de dromedários nas dunas de Genipabu, em Extremoz, enfrenta o seu pior período. No mês de junho desde ano, a empresa responsável pelo serviço chegou a suspender as atividades por 20 dias, “devido a decadência do turismo na região”.

Agora, de acordo com reportagem da Folha de São Paulo, a proprietária do negócio já está até mesmo se desfazendo dos animais. A Dromedunas já teve 20 dromedários atuando. Inicialmente, cinco foram vendidos (antes de 2018). E nos últimos meses, houve a venda de outros quatro animais.

No auge do turismo no estado, no início dos anos 2000, a empresa chegou a fazer 120 passeios por dia. No último verão, o máximo que conseguiu foram 45 passeios diários. Atualmente, na baixa estação, a média é de 20 por dia.