Neles a produção de filmes se torna muito mais interessante para quem é ou pretende ser profissional do audiovisual — Foto: Rogério Vidal

Um dos diferenciais oferecidos pela Mostra de Cinema de Gostoso, que está acontecendo na praia de São Miguel do Gostoso até a próxima terça-feira (12), são as oficinas e os debates realizados durante a programação. Neles a produção de filmes se torna muito mais interessante para quem é ou pretende ser profissional do audiovisual, além dos curiosos amantes da “sétima arte”. “A mostra não se limita oferecer gratuitamente sessões de cinema, vai muito mais além”, comemora Pedro Anchiveta, estudante de cinema em Recife, que veio participar pela primeira vez.

Este ano, a Mostra de Cinema de Gostoso, em parceria com o BrLab, criou a 1ª edição do Gostoso Lab, laboratório para projetos de longa-metragem em fase de desenvolvimento, voltado aos realizadores do Rio Grande do Norte. O Gostoso Lab foi criado com o intuito de dinamizar a produção audiovisual do estado, buscando aproximá-la de novos colaboradores que estão dando suporte para o enriquecimento do processo criativo de novos projetos. Com programação gratuita, quatro projetos foram selecionados e seus idealizadores participam da oficina de produção cinematográfica brasileira no cenário internacional. “É um trabalho para capacitar e instruir os profissionais a partir dos projetos apresentados, com foco em melhorar e mostrar que o processo de desenvolvimento tenha um entendimento com melhor planejamento comercial, com estratégias para distribuição e através disso trabalhar os profissionais como um todo”, explica o paulista Rafael Sampaio, diretor de cinema e coordenador do Gostoso Lab.

Neles a produção de filmes se torna muito mais interessante para quem é ou pretende ser profissional do audiovisual — Foto: Rogério Vidal

Os debates realizados sempre na manhã seguinte das exibições das sessões da Mostra Competitiva são outro grande diferencial. A sala na Pousada dos Ponteiros, onde os debates acontecem, fica lotada com a participação de artistas, diretores, roteiristas, produtores e público em geral. Cada filme exibido na noite anterior tem seu diretor, artista ou produtor representando e respondendo perguntas curiosas. A participação de todos contagia o ambiente e informações preciosas e detalhes curiosos são revelados. Neste domingo (10), o diretor do premiado filme Bacurau, Juliano Dornelles, participou do debate e contou várias curiosidades dos bastidores e também sobre as reações dos diferentes públicos para o qual o filme vem sendo apresentado.

A 6ª Mostra de Cinema de Gostoso é uma realização da Heco Produções, do Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania (CDHEC) e da Guajirú Produções. Apresentação: Ministério da Cidadania. Patrocínio: Grupo Banco Mundial, Governo Cidadão, Governo do Rio Grande do Norte – Secretaria de Turismo (SETUR), BRDE, FSA, ANCINE e Sprite. Apoio: Laces, Potiporã, SEBRAE RN, Itograss, Pousada dos Ponteiros, Serveng, Gol, Elo Company, DOT, ETC, Video Shack, Mistika, ON Projeções, BrLab, Marcenaria SMG, Fundação José Augusto e Lei Câmara Cascudo. Apoio Institucional: Prefeitura Municipal de São Miguel do Gostoso.