Atriz falou sobre o fato de ficar longe do filho Rael, de 11 anos, por conta do trabalho — Foto: Reprodução.

Por Ibahia — Dois anos depois de viver Ritinha, em ‘A Força do Querer’, Isis Valverde está pronta para retornar à telinha. A atriz vai viver a enfermeira Betina, em ‘Amor de Mãe’ e conta que tem ficado apreensiva em deixar o filho, Rael, de 11 meses, para retomar os trabalhos.

“Eu achava que seria mais fácil, mas quando estou gravando, não vejo a hora de chegar em casa. É muito difícil, não vou ser hipócrita. Tem mulher que gosta de viver exclusivamente para cuidar da família. Se preenche assim, mas eu não. Durante os 11 meses do meu filho, não saia e não conseguia trabalhar. Mas chegou a hora e eu gosto muito do meu trabalho. Ficar sem atuar, acho que iria me entristecer. O negócio é saber se adaptar e se dividir entre maternidade e trabalho. É difícil, mas acho que é o caminho mais saudável”, explicou.

Isis disse ainda que a maternidade lhe transformou: “sempre falei o que estava sentindo e percebia as pessoas me julgando, por eu não achar tudo perfeito. Costumo dizer que a maternidade é muito linda, eterna e dolorosa. É um processo infinito de aprendizado e construção. Dói sentir culpa por ter que deixar seu filho para trabalhar. Agradeço todos os dias pelo Rael, mas não posso deixar de falar que a maternidade não é romântica. Ela é real e linda do jeito que é. Olho para meu filho e choro o tempo inteiro. Acho ele a coisa mais incrível que já fiz no mundo até hoje. Fico até emocionada quando olho para ele saudável e em plena condição de viver”.