A vontade de lançar o global para a candidatura veio de Roberto Freire, o presidente do partido Cidadania e de Daniel Coelho, o líder na Câmara — Foto: Reprodução.

Por Caras Digital — O nome de Luciano Huck está voltando às discussões políticas. Isso porque o apresentador voltou a ser cotado para concorrer a candidatura presidencial em 2022.

Em entrevista ao canal da revista EXAME em vídeo divulgado nesta segunda-feira, 9, o marido de Angélica se absteu de responder precisamente aonde se enxerga nas próximas eleições: mais atuando como sociedade civil ou tentando algo mais ativo.

“Eu acho que qualquer tipo de resposta nesse momento não contribui em nada para o que estamos vivendo. Acho que o que importa agora é o curto prazo, e como a gente pode apoiar as agendas importantes, como a gente pode ser resiliente e defensor das ideias que a gente acredita que sejam colocadas de maneira incorreta ou equivocada”, falou.

O comunicador ainda ressaltou a importância em saber enxergar os dois lados: “Então de um lado é apoiar o lado necessário e as reformas importantes que o país precisa, e de outro lado ser a resistência para não deixar que a miopia ideológica ofusque coisas importantes e conquistas importantes da democracia brasileira”.

A vontade de lançar o global para a candidatura veio de Roberto Freire, o presidente do partido Cidadania e de Daniel Coelho, o líder na Câmara.

De acordo com uma pesquisa de opinião, Huck chegou até a aparecer apenas dois pontos atrás do então presidente, Jair Bolsonaro. Huck estaria ainda à frente de João Dória, atual governador de São Paulo.

Assista: