A operação “Ciará Ará", cumpriu seis mandados de busca e apreensão em Ceará Mirim — Foto: PC/RN.

Policiais Civis da Delegacia Municipal de Ceará-Mirim deflagraram, na manhã desta quinta-feira (15), a operação “Ciará Ará”, objetivando o cumprimento de seis mandados de busca e apreensão, na cidade de Ceará-Mirim. A ação, voltada ao combate do tráfico de drogas e de facções criminosas, resultou na prisão de Jackson Gonçalves do Nascimento, 29 anos. Ele é apontado como líder de uma facção criminosa atuante do Distrito de Massaranduba e está sendo investigado por homicídios ocorridos no município.

Com Jackson Gonçalves, foram apreendidos uma arma de fabricação caseira calibre 12, um revólver e oito munições calibre 38, cinco munições intactas calibre 12, 21 porções de maconha, um caderno contendo a contabilidade da venda de drogas, dois aparelhos celulares, uma balança de precisão, além de um capuz, uma capa de colete balístico e uma roupa camuflada. Também foi encontrada no imóvel uma quantia de R$716,00 em dinheiro fracionado.

No local da diligência, os policiais identificaram que funcionava um comércio clandestino de gás de cozinha e nove botijões de gás foram apreendidos. Jackson Gonçalves foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, pela revenda de derivado de petróleo em desacordo com a lei, por receptação e por posse irregular de arma de fogo e munições.

A operação “Ciará Ará”, que significa caranguejo branco, foi coordenada pelo delegado-geral adjunto, Odilson Teodósio, e contou com a participação de equipes da Delegacia Especializada em Narcóticos (DENARC) de Natal, Delegacia de Assistência ao Turista (DEATUR), da 10ª Delegacia Distrital de Natal, 2ª Delegacia Distrital de Parnamirim, além de policiais civis lotados na Delegacia Geral de Polícia Civil (DEGEPOL) e na Diretoria de Polícia Civil da Grande Natal (DPGRAN).

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.