Uma vez privatizadas, pedágios poderão ser cobrados nessas rodovias — Foto: PORTAL NO AR/ARQUIVO/WELLINGTON ROCHA.

Portal no ar — O Governo Federal publicou um decreto nesta quinta-feira (15) que determina a realização de estudos sobre a viabilidade de privatizações em duas rodovias federais que cruzam o Rio Grande do Norte. Uma vez privatizadas, pedágios poderão ser cobrados nessas rodovias.

Assinado em 14 de agosto, o decreto “dispõe sobre a qualificação de empreendimentos dos setores portuário, aeroportuário, rodoviário, ferroviário e hidroviário no âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República (PPI) e sua inclusão no Programa Nacional de Desestatização (PND).

Segundo o texto, os trechos potiguares que passariam por privatizações seriam a BR-101 – na qual começaria na divisa do Espírito Santo com a Bahia até o entroncamento com a BR-304, em Parnamirim – e a própria BR-304, desde o entroncamento com BR-116, no Ceará, até Natal.

A BR-101 é a principal ligação de Natal com as cidades de Parnamirim, São José de Mipibu, além das praias do litoral Sul e também capitais de outros estados como João Pessoa e Recife.

Já a BR-304 liga a capital potiguar a Mossoró, além de outros municípios da região Central Potiguar e também a Fortaleza, capital do Ceará.

Ao todo, o governo dividiu 7.213 quilômetros de rodovias federais, de 13 estados, em 15 lotes.