Deputado estadual Vivaldo Costa na sessão ordinária desta quarta (22), na Assembleia Legislativa — Foto: Eduardo Maia

O deputado Vivaldo Costa (PSD) fez um relato, na sessão ordinária desta quarta-feira (22), na Assembleia Legislativa, sobre casos da gripe H1N1 na região do Seridó. Ele citou a morte de duas mulheres grávidas, uma de São José do Seridó e outra de Timbaúba dos Batistas, que deixaram seus municípios para serem atendidas em Natal, mas não resistiram.

“Essas pessoas que vieram para Natal e morreram não eram vacinadas”, disse Vivaldo, chamando atenção para a necessidade de se vacinar contra H1N1. Ele listou como grupo de risco, portanto, necessitados da vacina, as gestantes, os idosos, portadores de doenças crônicas e pessoas que trabalham em hospitais ou no sistema prisional.

Em seu pronunciamento o deputado Vivaldo Costa falou ainda sobre o ano atípico em relação a inverno, tornando necessária a prorrogação do estado de emergência por parte do Governo do Estado. Ele relatou a situação hídrica de grandes reservatórios do estado, lembrando que muitos deles ainda estão secos. “É preciso que o estado de emergência continue e o Estado tenha apoio do governo federal”, declarou Vivaldo.

O deputado encerrou seu discurso fazendo um apelo para a recuperação da barragem Passagem das Traíras, construído por ele quando governador do Rio Grande do Norte há 25 anos. “É a menina dos meus olhos”, afirmou Vivaldo Costa. Ele disse que pediu atenção da governadora Fátima Bezerra para o caso.

O deputado Souza (PHS) completou o discurso de Vivaldo, afirmando que em uma reunião da Frente parlamentar da Agricultura, presidida por ele, a governadora se comprometeu a iniciar o serviço de recuperação sem esperar pelos recursos da União, dada a urgência do problema, referindo-se a uma fenda aberta na parede da barragem.