Homem foi encontrado com o corpo cheio de perfurações e carbonizado — Foto: Reprodução/WhatsApp

Um homem identificado como José Arimatéia da Silva, 30 anos, foi assassinado e teve o corpo queimado durante a madrugada desta terça-feira (7) em Catolé do Rocha, no Sertão paraibano. A vítima era natural de Caicó, no Rio Grande do Norte, e era conhecido como Galeguinho. De acordo com a polícia, o crime pode ter sido motivado por questões ligadas ao tráfico de drogas.

O delegado Sylvio Rabelo informou que a polícia segue na linha de investigação de que José Arimatéia estaria infiltrado na comunidade por conta do tráfico de drogas. No corpo da vítima foram encontradas várias perfurações, mas apenas a perícia irá confirmar se ele foi morto a facadas ou a tiros. A Polícia Militar foi acionada e realizou buscas na região. Nenhum dos suspeitos foi preso e identificado.

Preso homem suspeito

Um homem suspeito de matar e queimar o corpo de José Arimatéia da Silva, 30 anos, durante a madrugada desta terça-feira (7), foi encontrado e preso no início da tarde.

De acordo com o delegado Sylvio Rabello, a vítima estava com diversas marcas de perfurações de faca. O investigador também informou que o suspeito, Alan Lopes, 22 anos, teria ido até Catolé do Rocha com outro homem que não foi encontrado para matar José Arimatéia.

Ele alegou que a vítima teria abusado de familiares e de uma criança no município de Patu, também no estado potiguar. O suspeito foi encaminhado até à delegacia do município.