A benção dos ramos pelo Padre Emanuel Medeiros de Araújo aconteceu no Santuário do Sagrado Coração de Jesus — Foto: A Fonte Imagens

A comunidade católica jardinense acordou mais cedo hoje, dia 14 de abril. Às 6h30 aconteceu a benção dos ramos pelo Padre Emanuel Medeiros de Araújo no Santuário do Sagrado Coração de Jesus, em Jardim do Seridó. Nos evangelhos, há relatos de que muitas pessoas homenagearam Jesus, estendendo mantos pelo chão e glorificando-o com ramos.

Depois, imitando com alegria a multidão que seguiu Jesus Cristo na entrada triunfal de Jerusalém, o povo de Deus saiu em procissão pelas ruas da cidade até chegar a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, onde ocorreu Santa Missa presidida pelo Padre Emanuel Araújo.

A benção dos ramos pelo Padre Emanuel Medeiros de Araújo aconteceu no Santuário do Sagrado Coração de Jesus — Foto: A Fonte Imagens
A benção dos ramos pelo Padre Emanuel Medeiros de Araújo aconteceu no Santuário do Sagrado Coração de Jesus — Foto: A Fonte Imagens
A benção dos ramos pelo Padre Emanuel Medeiros de Araújo aconteceu no Santuário do Sagrado Coração de Jesus — Foto: A Fonte Imagens
A benção dos ramos pelo Padre Emanuel Medeiros de Araújo aconteceu no Santuário do Sagrado Coração de Jesus — Foto: A Fonte Imagens

O segundo evangelho do dia, proclamado na Santa Missa nesta manhã narrou à Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. Inclusive, esse é o dia (Domingo de Ramos) que a missão é completada e que culminará com a sua morte na cruz.

Ainda neste domingo, a partir das 19 horas, haverá bênção dos ramos na frente do cemitério, próximo a Praça da Saudade Dr. Paulo Gonçalves de Medeiros. Em seguida, procissão até a Matriz e missa. A Semana Santa será concluída no dia 21 de abril, Domingo de Páscoa (Ressurreição do Senhor).

A Solenidade do Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor abre oficialmente a programação da Semana Santa em Jardim do Seridó. Neste dia, também, é realizada a Coleta Nacional da Solidariedade, gesto concreto da Campanha da Fraternidade.

A benção dos ramos pelo Padre Emanuel Medeiros de Araújo aconteceu no Santuário do Sagrado Coração de Jesus — Foto: A Fonte Imagens
A benção dos ramos pelo Padre Emanuel Medeiros de Araújo aconteceu no Santuário do Sagrado Coração de Jesus — Foto: A Fonte Imagens

Confira a programação da Semana Santa em Jardim do Seridó:

Dia 15 de abril: SEGUNDA-FEIRA SANTA – 200 anos do nascimento do Padre Francisco Justino Pereira de Brito, primeiro Vigário de Jardim do Seridó.
19h – Missa em ação de graças na Matriz. Após a Missa, Sessão Solene em frente ao Sobrado do Padre Justino, com lançamento do livro: “Padre Francisco Justino Pereira de Brito”, de autoria do Professor Adauto Guerra Filho, historiador e escritor, aposição da placa comemorativa e demais homenagens.
19h – Via-Sacra no Setor Santa Maria Goretti e Juventude da Paróquia.

Dia 16 de abril: TERÇA-FEIRA SANTA
19h – Via-Sacra no Setor Santo Antônio de Pádua.

Dia 17 de abril: QUARTA-FEIRA SANTA
8h – Missa no Abrigo.
19h – Ofício das Trevas na Matriz.

TRÍDUO PASCAL

Dia 18 de abril: QUINTA-FEIRA SANTA
É neste dia que se celebra a instituição da Eucaristia e do Sacerdócio ministerial. Pela manhã, há a Celebração Eucarística na Igreja-Catedral, na qual os sacerdotes renovarão suas promessas sacerdotais e a bênção dos Santos Óleos (catecúmenos, enfermos e crisma). É a chamada “Missa do Crisma”. À tarde, celebra-se a Missa vespertina da Ceia do Senhor, em que se recorda a instituição da Eucaristia.

8h – Missa do Crisma na Catedral de Sant`Ana.
17h – Missa da Ceia do Senhor com lava-pés na Matriz.

Das 19h às 00h – Adoração ao Santíssimo Sacramento pelas Pastorais da Paróquia:
19h – Ministros Extraordinários da Eucaristia.
20h – Associação Nossa Senhora Rosa Mística e Pastoral da Criança.
21h – Pastoral Familiar.
22h – Grupo Shalom.
23h – Setor Juventude e crismandos.

Dia 19 de abril: SEXTA-FEIRA SANTA – DIA DE JEJUM E ABSTINÊNCIA DE CARNE
Segundo antiquíssima tradição da Igreja, neste dia NÃO se celebra a Eucaristia (Missa); a Igreja se recolhe no silêncio da oração e da escuta da palavra divina, meditando sobre o significado da morte de Jesus. A Sagrada Liturgia da Celebração da Paixão e Morte de Jesus é composta da proclamação da Palavra, oração universal, adoração da cruz e distribuição da Sagrada Comunhão. Durante a veneração das imagens do Senhor Morto e de Nossa Senhora das Dores, é realizada uma coleta para que seja garantida a manutenção dos Lugares Santos pela Igreja. Não existe verdadeiro cristianismo nem devoção sincera longe da cruz de Nosso Senhor: “Não recuso a cruz, porque se recuso a cruz recuso Jesus” (Santa Gema Galgani).

Das 7h às 15h – Adoração ao Santíssimo Sacramento pelas Pastorais:
7h – Conselho, Conferência Vicentinas e famílias assistidas.
8h – Apostolado da Oração e Pia União de Santa Teresinha.
9h – Catequese da Primeira Eucaristia.
10h – Infância e Adolescência Missionária
11h – Pastoral do Dízimo.
12h – Setores Missionários.
13h – Movimento das Capelinhas e Legião de Maria.
14h – Adoração individual.

15h – Celebração da Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo na Matriz. Em seguida, procissão com as imagens do Senhor Morto e de Nossa Senhora das Dores até o Santuário e início do grande silêncio.
19h – Via-Sacra na Vila do Catururé e no Povoado Currais Novos.

Dia 20 de abril: SÁBADO SANTO
O Sábado Santo é um dia de “luto”, de silêncio e de oração. É o momento em que a Igreja permanece junto ao sepulcro, meditando os mistérios da morte do Senhor e na expectativa de sua ressurreição. Este recolhimento conduz e prepara a Vigília Pascal, na qual explodirá a alegria da Páscoa, a ressurreição do Senhor. Nesta celebração, os fiéis recebem uma vela. Ela acesa representa a luz de Cristo que dissipa as trevas e vence a morte. Também com a vela acesa, os fiéis renovam suas promessas batismais, comprometendo-se renunciar as tentações e lutar contra as armadilhas do demônio, abrindo sua vida por inteiro ao plano de salvação do Senhor.

20h – Vigília Pascal na Matriz.

Dia 21 de abril: DOMINGO DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR.
É o dia santo mais importante da religião cristã. Depois de morrer crucificado, o corpo de Jesus foi sepultado, ali permaneceu até a ressurreição, quando seu espírito e seu corpo foram reunificados. Só há sentido em celebrar a cruz quando se vive a certeza da ressurreição.

7h – Missa da Ressurreição na Matriz.
19h – Missa da Ressurreição na Matriz.