Delegacia Especial Defesa Criança e Adolescente (DCA) de Natal prendeu suspeita (Foto: Arquivo) — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi

Uma mulher de 36 anos foi presa suspeita de torturar seus dois filhos, de três e quatro anos de idade, na Zona Sul de Natal. De acordo com a Polícia Civil, ela enviou vídeos ao ex-companheiro, em que aparecia agredindo às crianças. O último foi na quarta-feira (10), quando ela foi detida em casa, no bairro Neópolis.

De acordo com a Delegacia Especializada em Defesa da Criança e do Adolescente (DCA), que realizou a prisão, o casal está separado há duas semanas.

Nos últimos dias, entretanto, a mulher teria começado a mandar mensagens e vídeos para o homem, em que aparecia realizando tortura psicológica e agredindo as crianças. Ela ameaçava continuar as agressões caso o homem não voltasse para casa.

O pai das crianças procurou a delegacia e denunciou o caso. Como o último vídeo era desta quarta-feira (10), a mãe foi presa em flagrante, pelos agentes da DCA, que foram até a sua casa à noite.

Ao todo, ela fez cinco vídeos. Em pelo menos dois, a mulher aparece dando fortes tapas no rosto e na altura das orelhas das crianças, que choram. O exames de corpo de delito constataram lesão em um dos meninos.

Em outras filmagens, ainda de acordo com a Polícia Civil, as crianças foram filmadas fazendo gestos com as mãos na barriga, como se sinalizassem fome ou dor.

A mulher foi presa na residência dela, no bairro de Neópolis, e atuada por submeter os filhos, que estavam sob sua guarda, a intenso sofrimento físico e mental, com emprego de violência, como forma de aplicar castigo pessoal. O crime tem pena prevista de dois a oito anos.