Terça tem duelo com o Palestino, de novo no Sul do país - Foto: Ricardo Duarte/SCI

Foram 251 dias de espera. Na tarde desse sábado, enfim, Paolo Guerrero pôde vestir a camisa do Internacional dentro de campo. E quis o destino que o peruano lavasse a alma debaixo de chuva em Porto Alegre com o gol que abriu a vitória colorada por 2 a 0 em cima do Caxias.

O triunfo não só foi especial para o centroavante, como também garantiu o Inter na grande final do Campeonato Gaúcho – havia vencido o primeiro duelo por 2 a 1 – no dia que o Beira-Rio comemorou seus primeiros 50 anos.

Na outra semifinal, Grêmio e São Luiz se enfrentam nesse domingo, depois do empate sem gols no confronto de ida. Mas, agora o Inter foca suas forças na Copa Libertadores da América. Terça tem duelo com o Palestino, de novo no Sul do país.

Ciente da vantagem que lhe garantia na final até mesmo com um revés por 1 a 0, o técnico Odair Hellmann resolveu poupar alguns titulares. A estrela do jogo, como não podia deixar de ser, respondia por Paolo Guerrero.

Gazeta Esportiva