Ronnie Lessa e Élcio de Queiroz — Foto: DEPEN

O Globo – Ronnie Lessa e Élcio de Queiroz foram transferidos, na última quinta-feira, do Complexo de Bangu para o presídio federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. A mudança para uma unidade penitenciária fora do estado foi solicitada através de uma denúncia do Ministério Público do Rio, e aceita pela Justiça, que alegava motivo de “segurança pública”. Há cerca de duas semanas, o Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) autorizou o translado e autoridades aguardavam apenas a escolha do presídio por parte do órgão.

O policial militar reformado Ronnie Lessa é acusado pela investigação de ser o responsável por disparar contra o carro de Marielle Franco e matar a vereadora e o motorista Anderson Gomes. O PM reformado Élcio de Queiroz é apontado pela Polícia Civil e pelo MP como o motorista do Cobalt prata utilizado no crime.

A segunda fase das investigações já procura amarrar pontas soltas, e uma delas, é em relação à arma utilizada no crime. De acordo com denúncia anônima que chegou à DH, a arma do crime e outros tipos de armamento foram lançados num quadrante do Quebra-Mar, no último dia 14. As buscas vão continuar na próxima segunda-feira, com a ajuda da Marinha. Os militares vão emprestar embarcações e equipamentos mais sofisticados, como detectores de metal.