Marcus Vinícius Rodrigues foi exonerado do cargo de presidente do Inep — Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Do G1 – Marcus Vinicius Rodrigues, ex-presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), foi exonerado do cargo na última terça-feira (26). Em entrevista ao Bom Dia Brasil, ele afirmou que não há comunicação dentro do Ministério da Educação (MEC).

“Foi o processo muito ruim, que mostrou a incompetência gerencial muito grande”, disse. Rodrigues também declarou que, em três meses de governo, não houve nenhuma reunião de trabalho com o ministro da Educação, Ricardo Veléz Rodríguez.

Procurado pelo G1, o MEC não se pronunciou até o momento.

Demissões e polêmicas

A demissão de Rodrigues é a mais recente em uma série de mudanças nos cargos do alto escalão do MEC. Ela se soma a outras polêmicas que envolvem a área da educação no governo. O ministro Ricardo Veléz Rodríguez está no centro de uma crise política e de uma “guerra interna”, conforme afirma o colunista do G1 Valdo Cruz. Recentemente, o vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, disse que o MEC precisava de um “freio de arrumação”.

Nesta terça-feira, o MEC revogou uma portaria do Inep que previa novas regras para o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). O documento anulado definia que a medição da qualidade da alfabetização das crianças só seria feita a partir de 2021.

Por causa dessa decisão, a engenheira e professora Tania Leme de Almeida pediu demissão do cargo de secretária de Educação Básica do Ministério da Educação. Em sua despedida, ela disse que seu pedido de demissão é o “preço que paga” em sua luta por uma educação de qualidade.