Bandeira do Estado do Rio Grande do Norte (Foto: © Reprodução)

As eleições do domingo (7) definiram uma nova composição para a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) e renovou a bancada potiguar de deputados federais na Câmara em 62,5%, a partir de 2019. Além dos candidatos a deputado federal e estadual que foram reeleitos, nesta eleição quatro pessoas estão assumindo pela primeira vez um cargo eletivo e 9 já tiveram cargos eletivos mas assumem um cargo inédito a partir de 2019. Além destes casos, há um candidato que já foi deputado federal e volta à Casa Legislativa. Conheça quem são.

Deputados estaduais eleitos
A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte tem 24 deputados estaduais, sendo que 15 dos parlamentares atuais conseguiram se reeleger e outros nove chegam pela primeira vez à Casa. Dentre os nove, três assumem pela primeira vez um mandato. São eles:

Allyson Bezerra (Solidariedade)

Engenheiro civil, estudante de Direito e servidor da Universidade Federal do Semiárido (Ufersa), Allyson Bezerra concorreu pela primeira vez a um mandato e conseguiu 20.228 votos para assumir o cargo de deputado na Assembleia Legislativa, no ano que vem. Filho de agricultores de Mossoró, o jovem de 26 anos foi o primeiro membro da família a possuir graduação e será o mais novo entre os parlamentares da próxima legislatura.

Coronel Azevedo (PSL)

O coronel André Azevedo é ex-comandante geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte e, na sua primeira campanha política, obteve 27.606 votos para assumir o cargo de deputado estadual. Azevedo entrou na PM em 1988 e assumiu o comando-geral da corporação em 2017, passando cerca de oito meses no cargo. Na passagem de comando, fez críticas ao sucateamento da polícia e disse que os militares estavam fazendo “mais com menos”.

Kleber Rodrigues (Avante)

Com 32.755 votos, o empresário Kleber Rodrigues foi eleito para o seu primeiro cargo eletivo, como deputado estadual do RN. Apesar da carreira no segmento privado, ele é filho do atual prefeito de Monte Alegre, Severino Rodrigues, e já atuou como secretário de Administração do município.

Além dos candidatos acima, entre os nove novos deputados estaduais, há seis inéditos na ALRN, mas que já tiveram ou possuem cargos. São eles:

Dr. Bernardo (Avante) – 42.049 votos – foi prefeito do município de Almino Afonso em duas oportunidades.

Isolda Dantas (PT) – 32.963 votos – atualmente é vereadora do município de Mossoró, na região Oeste potiguar.

Francisco do PT (PT) – 23.448 votos – foi prefeito do município de Parelhas, na região Seridó potiguar.

Eudiane Macedo (PTC) – 22.333 votos – é vereadora de Natal em seu segundo mandato.

Ubaldo Fernandes (PTC) – 20.148 votos – exerce o segundo mandato de vereador na Câmara Municipal de Natal.

Sandro Pimentel (Psol) – 19.158 votos – é vereador de Natal e ocupa seu segundo mandato na Casa.

A composição da Casa Legislativa, com os reeleitos, ficou assim:

Ezequiel (PSDB) – 58.221 votos
Gustavo Carvalho (PSDB) – 47.544 votos
Dr. Bernardo (Avante) – 42.049 votos
Tomba Farias (PSDB) – 41.249 votos
Nelter Queiroz (MDB) – 40.717 votos
Hermano Morais (MDB) – 38.053 votos
Galeno Torquato (PSD) – 34.532 votos
George Soares (PR) – 34.263 votos
Raimundo Fernandes (PSDB) – 33.965 votos
Cristiane Dantas (PPL) – 33.860 votos
Kelps (Solidariedade) – 33.819 votos
Getulio Rêgo (DEM) – 33.477 votos
Isolda Dantas (PT) – 32.963 votos
Kleber Rodrigues (Avante) – 32.755 votos
Vivaldo Costa (PSD) – 32.638 votos
Albert Dickson Oftamologista (PROS) – 31.698 votos
Souza (PHS) – 31.097 votos
Coronel Azevedo (PSL) – 27.606 votos
José Dias (PSDB) – 27.275 votos
Francisco do PT (PT) – 23.448 votos
Eudiane Macedo (PTC) – 22.333 votos
Allyson Bezerra (Solidariedade) – 20.228 votos
Ubaldo Fernandes (PTC) – 20.148 votos
Sandro Pimentel (PSOL) – 19.158 votos

Deputados federais eleitos
A bancada potiguar na Câmara Federal conta com 8 deputados. Destes, três candidatos foram reeleitos e cinco novos deputados foram definidos pelos eleitores. Quatro deles assumem o cargo de forma inédita, sendo que um nunca exerceu qualquer mandato. Outro eleito volta após quatro anos fora da Casa.

General Girão (PSL)

O general da reserva do Exército, Eliéser Girão é cearense e assumirá pela primeira vez um cargo eletivo, após receber 81.640 votos potiguares. No Rio Grande do Norte, Girão já atuou como secretário de Segurança do Estado e da Prefeitura de Mossoró, em ambas as ocasiões, nas gestões de Rosalba Ciarlini (PP), ex-governadora e atual prefeita do município. A nível federal, foi adjunto e chefe da subchefia da Casa Militar da Presidência da República no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso e ocupou, entre 2002 e 2004, o cargo diplomático de Adido de Defesa do Exército junto à embaixada brasileira na Polônia.

Além de Girão, outros três candidatos assumem o cargo de forma inédita:

Benes Leocádio (PTC) – 125.841 votos – foi prefeito do município de Lajes em cinco mandatos.

Natália Bonavides (PT) – 112.998 votos – exerce o seu primeiro mandato na Câmara Municipal de Natal.

Mineiro (PT) – 98.070 votos – foi vereador de Natal por quatro mandatos e ocupa o quarto mandato na Assembleia Legislativa do RN.

Outro candidato que já foi deputado federal pelo RN voltou à Câmara:

João Maia (PR) – 93.505 votos – volta a Câmara Federal após quatro anos sem mandato. Foi eleito deputado federal duas vezes, em 2006 e 2010, e saiu candidato a vice-governador em 2014, pela chapa de Henrique Alves (MDB), derrotada no segundo turno.

A bancada, com os reeleitos, ficou assim:

Benes Leocádio (PTC) – 125.841 votos
Natália Bonavides (PT) – 112.998 votos
Mineiro (PT) – 98.070 votos
João Maia (PR) – 93.505 votos
Rafael Motta (PSB) – 82.791 votos
General Girão (PSL) – 81.640 votos
Walter Alves (MDB) – 79.333 votos
Fábio Faria (PSD) – 70.350 votos

Por Igor Jácome, G1 RN