Júri popular aconteceu nesta quarta-feira (10), no Fórum Miguel Seabra Fagundes, em Natal. Joyce Girlaine Cosme, de 22 anos, foi condenada a 13 anos de prisão — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Do G1 RN – Joyce Girlaine Cosme, de 22 anos, acusada de matar a estudante Maria Raquel Silva de Almeida, de 15 anos, no carnaval de 2017, foi condenada a 13 anos de prisão em regime fechado. O júri popular aconteceu nesta quarta-feira (10), no Fórum Miguel Seabra Fagundes, em Natal.

O promotor do caso, Augusto Azevedo, disse que vai avaliar se recorre da decisão para tentar aumentar a pena.

Joyce foi absolvida da acusação de tentativa de homicídio contra a mãe de Maria Raquel.

Segundo as investigações, Joyce Girlaine Cosme, de 22 anos, cometeu o assassinato por ciúmes, já que Maria Raquel teria se relacionado com o então namorado da agressora. A acusada foi presa um mês depois do crime na região do Alto Sertão pernambucano.

O crime
Maria Raquel foi esfaqueada no dia 18 de fevereiro do ano passado em meio ao ‘Nazaré Folia’, tradicional festa de carnaval realizada nas proximidades da rodoviária de Natal, no bairro Nossa Senhora de Nazaré, na Zona Oeste da cidade.

Segundo a polícia, houve uma briga e a adolescente acabou atacada. A mãe da Maria Raquel, que também estava na festa, tentou separar a briga e acabou agredida com uma pancada na cabeça.

Maria Raquel Silva Almeida tinha 15 anos quando foi assassinada — Foto: PM/Divulgação