A refinaria é situada no Polo Industrial Petrobras de Guamaré - Divulgação
Na tarde desta terça-feira (14), na cidade de Guamaré, a deputada federal Zenaide Maia participou de Audiência Pública para debater a questão do rebaixamento à categoria da Refinaria Clara Camarão e as consequências econômicas e sociais para a região e para o Estado. A audiência teve como propositor o vereador Eudes Miranda.
A Refinaria Clara Camarão voltará a ser gerenciada pela Diretoria de Exploração e Produção da Petrobras. Atualmente, a administração é feita pela Diretoria de Refino e Gás Natural.
Segundo dados da própria Petrobras, a Refinaria Potiguar Clara Camarão produz diesel, nafta petroquímica, querosene de aviação e, desde setembro de 2010, gasolina automotiva, o que tornou o Rio Grande do Norte o único estado do país autossuficiente na produção de todos os tipos de derivados do petróleo. A refinaria é situada no Polo Industrial Petrobras de Guamaré.
“Muitas vezes dizem que essas decisões são técnicas e não políticas. São políticas sim! Nesse país as decisões políticas não tem o povo como objetivo, as pessoas passam a ser uma cifra, uma percentagem, e não um homem mulher ou um jovem, que está ali querendo um emprego. Essa audiência pública tem de dá visibilidade porque mais uma vez o povo não foi ouvido”, declarou Zenaide Maia.
Presentes, além da deputada Zenaide Maia, os deputados estaduais, George Soares, Hermano Morais e Kelps Lima, representante da Petrobras, Tuerte Rolim, presidente do Sindicato de Empresas do Setor Energético do Rio Grande Norte, Jean-Paul Prates, o diretor do Sindicato dos Petroleiros do Estado, José Antônio de Araújo, prefeitos de cidades vizinhas, e a população.