De autoria de Hermano, o Projeto que agora é Lei e contempla todo o RN - Divulgação

O deputado estadual Hermano Morais (PMDB) esteve presente na solenidade em que foi sancionada a “Lei Nivardo Mello”, que trata da produção e comercialização dos queijos e manteiga artesanais. De autoria de Hermano, o Projeto que agora é Lei e contempla todo o Rio Grande do Norte, em especial a região do Seridó, berço de tantos produtores e por isso ser realizada em Caicó durante a Feirinha de Sant’Ana.

Na ocasião, estavam presentes representantes da cadeia produtiva, como produtores, donos de queijeiras, SEBRAE, ANORC, FAERN e outros. Quem também estava no local foram os familiares do homem que foi homenageado com o nome da Lei: a filha Zoraide Melo, o neto Flávio Henrique e o único irmão vivo, Sr.Juquinha. Em nome da família, Flávio Henrique agradeceu o reconhecimento do nome do seu avô na importância para a produção local. “Foi vendendo queijo na feira que meu avô sustentou a família com muito dignidade”, disse.

Manuel Dantas Suassuna, filho de Ariano Suassuna, falou que se o seu pai estivesse vivo, com certeza iria prestigiar esse momento tão histórico. “Me pai sempre foi um defensor da cultura, tendo a culinária como um de seus aportes”. Para Hermano, o esforço conjunto de todos os envolvidos foi determinante para que o projeto fosse bem concluído. “Realizamos audiências públicas e fizemos reuniões nos órgãos do governo para que o projeto fosse construído pelas mãos de toda a cadeia produtiva”.

Após a solenidade, Hermano Morais esteve na feirinha, deu entrevistas para rádio e televisão, além de ter visitado a Casa de Cultura.