Camisinha revolucionária de hidrogel (MedicalIRF.com/Corbis)

Um novo preservativo feito de hidrogel (mesmo material usado na fabricação de lentes de contato) pode ajudar na luta contra o temido – e preocupante – vírus HIV, o mesmo causador da AIDS. A ideia veio de um time de cientistas de uma universidade do Texas, nos Estados Unidos.

Mas como funciona? Relaxa, eu explico: em caso de rompimento durante a relação, a camisinha libera uma substância antioxidante que ataca o vírus de forma letal, impedindo que ele se replique e infecte um dos parceiros.

De acordo com a Dra. Mahua Choudhury, uma das responsáveis pelo estudo, em entrevista ao jornal Daily Mail, os preservativos atuais são uma das maneiras-chave de prevenir a transmissão do vírus da AIDS, mas não é a solução perfeita. “Não estamos apenas fazendo um novo material de preservativos, temos como objetivo erradicar esta doença o mais rápido possível”, explicou.

Atualmente, mais de 34 milhões de pessoas vivem com HIV no mundo, sendo que 30 milhões são adultos e os outros 4 milhões são menores de 15 anos.

Além da proteção extra, segundo a cientista, o produto feito de hidrogel é mais confortável do que o preservativo comum e não favorece alergias, como acontece com o látex. Além desses “plus” que o produto oferece, os especialistas também afirmaram que o antioxidante liberado pelo produto tem propriedades estimulantes que melhoram a experiência sexual e as sensações de prazer, que ajudam a manter a ereção e aumentar o prazer.

A camisinha, entretanto, ainda está passando por uma série de testes antes de ser finalmente lançada no mercado. “Se conseguirmos, vamos revolucionar a iniciativa de prevenção do HIV”, conclui Mahua.

Fonte: Terra