A secretária adjunta de Saúde de Caicó, Redianne Medeiros, enfatizou na entrevista coletiva nesta quarta-feira (11), que segundo um levantamento inicial, na primeira semana epidemiológica de 2017, o município notificou três casos de dengue e três de chikungunya. “Isso não quer dizer que essas notificações são casos confirmados. O que a gente tem são pessoas que apresentam sintomas característicos e que a partir da investigação dessas notificações, a gente vai ter o desfecho desses casos, se seriam casos confirmados ou descartados”, explicou Redianne.

Na próxima semana será elaborado um plano de ação e combate ao mosquito Aedes aegypti e que será de maneira intersetorial e envolverá outras secretarias, entre elas, Infraestrutura, Ação Social e Educação, além da participação da população. “Vamos trabalhar em parceria e diminuir consideravelmente esses índices que foram tão alarmantes durantes esses últimos anos”, afirmou.

A secretária de Saúde, Sandra Brilhante pede a sensibilização da população para colaborar no combate ao mosquito da dengue, pois o mesmo pode trazer consequências terríveis para a saúde da comunidade e muitas vezes ocasionando a morte dos pacientes. “A gente quer a população saudável e essa é a importância da saúde preventiva”, enfatizou Sandra.