Prefeitos que apoiam reeleição do deputado federal já declaram apoio a Robinson Faria e torcem pela aliança (Foto: Divulgação)

Engana-se quem pensa que o deputado federal Rogério Marinho, único representante do PSDB hoje na Câmara dos Deputados ficará contra à decisão do partido. Na reunião com os pré-candidatos da sigla, Rogério defendeu a melhor aliança para o PSDB manter suas representações em Brasília e também na Assembleia Legislativa.

De público, Rogério Marinho vinha defendendo um apoio ao nome do vice-governador Fábio Dantas (PSB), mas o partido dirigido pelo deputado federal Rafael Motta sabe das dificuldades que tem uma candidatura que não decolou. Rafael quer continuar em Brasília e abriu conversas com o PT da senadora Fátima Bezerra e o PHS da deputada federal Zenaide Maia, que juntas formarão chapa da esquerda no Rio Grande do Norte, para concorrer ao Governo e ao Senado. Rafael sonha com uma coligação PSB, PT, PHS e o PCdoB para deputado federal.

Rogério Marinho também nunca engoliu o fato de ter sido preterido pelo ex-prefeito Carlos Eduardo Alves, quando este comandou uma manobra de impedir uma candidatura própria do PSB a prefeito de Natal, em 2008. Carlos Eduardo fez a então governadora Wilma de Faria desistir de apoiar Rogério Marinho e fabricou um “acórdão” para apoiar Fátima Bezerra a prefeita, que perdeu no 1º Turno para a jornalista Micarla de Sousa, então no PV.

Além disso, Rogério Marinho não acha a menor graça numa composição com o PDT, o MDB e o DEM, já terão o deputado federal Walter Alves e o senador José Agripino Maia concorrendo a Câmara dos Deputados. Como a coligação precisa de cerca de 600 mil votos para eleger três deputados, Rogério correria um sério risco de ficar numa suplência, já que em 2014, Walter foi o mais votado com 191 mil votos e Felipe Maia, que vai emprestar as bases para Agripino, obteve nas urnas 113 mil votos.

Os prefeitos ligados a Rogério Marinho como o primo, Daniel Marino de Nísia Floresta, Luís Eduardo de Maxaranguape, Fernando Cunha de Macaíba, Anteomar Pereira, Babá de São Tomé na região Potengi e outros filiados ao PSDB em cidades menores defendem de público a aliança com o governador Robinson Faria e o PSD, que facilitará também à reeleição de Rogério Marinho, que este ano conta com mais de 30 prefeitos nas mais diversas regiões do Estado.