Deputado estadual Kelps Lima (Foto: Divulgação/Assessoria)

O deputado estadual Kelps Lima deu entrevista nas rádios do Vale do Assu na sexta-feira, 9 de março, e, a pedido dos entrevistadores, fez análises das várias pré-candidaturas que já estão postas no cenário de Governo do Rio Grande do Norte.

Ao analisar a situação da senadora Fátima Bezerra, o deputado explicou que, apesar de ser uma figura vitoriosa da política potiguar, a representante do Partido dos Trabalhadores não apresentou, até agora, sintonia com a realidade da situação do Rio Grande do Norte e só olha, pensa e fala assuntos relacionados ao panorama político nacional. “Eu gosto de Fátima, mas ela precisa começar a olhar para o RN e menos para o PT” disse Kelps.

“Neste momento, o Rio Grande do Norte precisa restabelecer a confiança na máquina pública e ter foco na recuperação da economia, mas Fátima só fala de Temer, do Golpe, Lula, até na intervenção no Rio de Janeiro ela opinou…e a gente não vê uma construção de pensamento sobre como vai colocar os salários em dia, resolver a greve da UERN e espalhar confiança às empresas do RN que precisam gerar emprego e pagar impostos.”

Sobre Carlos Eduardo e Robinson Faria, Kelps disse o que toda a população do Rio Grande do Norte já sabe: Carlos Eduardo herdou o poder político do pai e dos tios, mantém-se no poder com apoio dos primos, e quer continuar no poder para passar os cargos eletivos para uma futura geração de Alves. Robinson Faria pratica a política mais antiga que existe entre as forças tradicionais e conseguiu piorar o que já estava ruim no Estado.