Martín Silva recebeu os merecidos cumprimentos dos seus companheiros após salvar o Vasco (foto: Aizar Raldes/AFP)

Em uma decisão dramática, o Vasco garantiu a classificação para a fase de grupos da Copa Libertadores da América ao superar o Jorge Wilstermann, nos pênaltis, por 3 a 2, depois de ser derrotado por 4 a 0 no tempo normal, na noite desta quarta-feira, em Sucre.

O goleiro Martín Silva foi o grande nome do jogo ao defender três cobranças de pênaltis. Rios, Pikachu e Wellington marcaram para o Vasco, enquanto Desábato e Rildo desperdiçaram as suas cobranças. Pelo lado boliviano, Lucas Gaúcho, Meleán e Alex Silva tiveram seus chutes defendidos pelo arqueiro uruguaio, que deixou o campo muito festejado pelos companheiros.

O Vasco fez uma partida muito ruim, sentiu os efeitos da altitude e sofreu três gols em 16 minutos. Melhorou no segundo tempo, mas levou o quarto gol, que levou a decisão para a disputa de penalidades, uma vez que o resultado do primeiro jogo foi repetido a favor do Wilstermann. O time de São Januário está classificado para o grupo 5 da Copa Libertadores, tido como a “chave da morte”, que conta com Cruzeiro, Universidad de Chile e Racing, da Argentina.

GAZETA ESPORTIVA