Quadrilha enviava cocaína, LSD, ecstasy, metanfetaminas para vários estados do país (Foto: PF/Divulgação)

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (22), em Natal, uma operação com o objetivo de desarticular um grupo que traficava drogas via Correios. Segundo a PF, a quadrilha enviava cocaína, LSD, ecstasy, metanfetaminas para vários estados do país. A operação foi denominada Designer Drug. Foram presos um natalense e um alemão. Um segundo alemão não foi encontrado. Outros dois potiguares foram conduzidos para depoimento.

De acordo com a PF, cerca de 30 policiais participaram do cumprimento dos mandados judiciais de busca e apreensão, e de prisão em diferentes regiões da capital potiguar. As investigações foram iniciadas no ano de 2014, a partir de apreensões feitas pelos Correios de encomendas tratadas como ‘refugo’ – expressão dada aos objetos postais que não tiveram seus destinatários encontrados e nem foram recebidos de volta pelos remetentes.

Polícia Federal faz operação em Natal (Foto: PF/Divulgação)

Ainda segundo a Polícia Federal, ao serem submetidas ao aparelho de raios X, as encomendas revelavam conteúdo suspeito, possivelmente substância entorpecente. Durante o trabalho da perícia, a PF constatou, ainda, que os insumos químicos para a fabricação das drogas vinham do exterior, especialmente da China e da Alemanha, sendo aqui misturados a outros componentes e resultando nas drogas sintéticas ilícitas.

Operação Designer Drug

De acordo com a Polícia Federal, o nome da operação é uma alusão às novas drogas sintéticas que possuem o mesmo efeito fisiológico dos entorpecentes proscritos no Brasil, mas que, por sua estrutura química diversa, constituem um outro tipo de substância não prevista na Portaria nº 344/98 da ANVISA.

Do G1 RN