Proibição do uso de cerol em pipas divide opiniões em debate

Por Agência Senado — Em audiência pública promovida pela Comissão de Esporte (CEsp) sobre a proposta de regulamentação da prática de pipa esportiva (PL 339/2024), o representante da Confederação Brasileira de Pipa Esportiva, Carlos Magno Gouveia, discordou da pena de detenção de 1 a 3 anos prevista no texto para quem usar cerol. Para ele, as punições poderiam ser mais brandas e voltadas à conscientização sobre o uso correto da linha esportiva. Já o diretor da Frente Nacional de Combate ao Cerol, Walner Mamede, que é motociclista, ponderou que o foco da proposta deveria ser evitar acidentes com cerol dentro das cidades, e não nos pipódromos (locais específicos para a prática, com exibições e competições).