Grupo que morreu em acidente grave na Bahia ia passar São João em Itaporanga, na Paraíba

Vítimas de acidente grave na Bahia estavam a caminho de Itapororoca, na Paraíba — Foto: Divulgação
Vítimas de acidente grave na Bahia estavam a caminho de Itapororoca, na Paraíba — Foto: DivulgaçãoQuatro pessoas morreram após o carro em que elas estavam se envolver em um acidente com três caminhões no norte da Bahia — Foto: Reprodução/Redes SociaisEm imagens que circulam nas redes sociais é possível ver diversas peças de roupas espalhadas e ao menos um veículo capotado na rodovia. — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Por g1 PB — As três mulheres e um homem que morreram em um acidente grave no Km 40 da BR-116 em Chorrochó, na Bahia, na manhã desta segunda-feira (10), saíram de São Paulo e iam passar São João em Itaporanga, na Paraíba. De acordo com as informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente envolveu três caminhões e uma caminhonete.

LEIA TAMBÉM

De acordo com as informações apuradas pelo g1, o destino da viagem era o estado da Paraíba, a mais de 2 mil quilômetros de São Paulo. As três mulheres que estavam dentro do carro foram identificadas como:

Uma das vítimas foi identificada como Auricélia Guimarães, uma empresária de Itaporanga do ramo de bijuterias. Ela tinha duas lojas, uma em Itaporanga e outra em São Paulo.

As outras duas mulheres envolvidas no acidente são Alessandra Barreiro, que era funcionária de Auricelia em São Paulo, e a mãe dela, Maria de Lourdes Barreiro. Maria de Lourdes tinha 4 filhos, incluindo Alessandra, e era natural da zona rural de Itaporanga.

Elas estavam voltando de São Paulo para passar o São João em Itaporanga. O homem que estava dirigindo a caminhonete não teve a identidade divulgada. Ele era um motorista de São Paulo, contratado para viagem, e também morreu no local.

A direção do IML de Paulo Afonso, na Bahia, informou que os quatro corpos chegaram ao instituto no início da noite desta segunda-feira, e que só devem ser liberados após a chegada dos familiares.

Ainda segundo a PRF, o que pode ter causado o acidente também só deverá ser apontado após o trabalho da perícia. Os corpos de duas mulheres ficaram presos às ferragens, por isso foi preciso o trabalho do Corpo de Bombeiros para retirar as vítimas.

Os condutores dos caminhões não se feriram e realizaram o teste do bafômetro. O resultado foi negativo para a presença de álcool em todos eles.