Israel estende proibição a Al Jazeera por 45 dias

Soldados israelenses perto da fronteira com Gaza
 9/5/2024   REUTERS/Amir Cohen
© REUTERS/Amir Cohen

Por Agência Brasil — A proibição das operações da Al Jazeera em Israel foi prorrogada por mais 45 dias pelo regulador de telecomunicações de Israel neste domingo (9), depois que o gabinete concordou que suas transmissões representavam uma ameaça à segurança.

Um tribunal de Tel Aviv manteve na semana passada uma proibição inicial de 35 dias às operações da Al Jazeera em Israel, imposta pelo governo por motivos de segurança nacional, que terminou nesse sábado (8).

Numa decisão separada sobre uma petição da Al Jazeera contra o encerramento, o Supremo Tribunal de Israel descreveu a medida contra o canal de radiodifusão apoiado pelo Qatar como “um precedente criado”.

A decisão deu ao governo de Israel até 8 de agosto para apresentar argumentos sobre “por que não deveria ser determinado que a lei que impede uma emissora estrangeira de prejudicar a segurança nacional” é nula.

A Al Jazeera disse ao tribunal que não incitava a violência ou o terrorismo e que a proibição era desproporcional, mostraram documentos judiciais. O canal, que criticou as operações militares de Israel em Gaza, disse que planejava recorrer da última extensão da proibição.

*É proibida a reprodução deste conteúdo